segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Ética \ Responsabilidade Médica




Estava eu pensando na responsabilidade do médico, maior que em outras profissões, já que lida com a vida de outro indivíduo, e tem como missão atenuar a doença ou a dor do paciente.
Gostei muito da entrevista do Dr.Drauzio Varella, onde ele questiona qual o dever do médico, justo ele fala qual o papel do médico, não só de uma possível cura...há muitas doenças incuráveis, mas diminuir os problemas decorrentes de determinada doença.
Mas infelizmente há profissionais que fogem da ética médica, contrariando a responsabilidade  social e seriedade que exige  para ser médico.
Medicina não é comércio, muitos médicos, sobre tudo cirurgiões plásticos, vêem como comércio, pior, não sabem ou não querem distinguir estético de reparador.Ai procedem de forma antiética, não realizando o procedimento de forma adequada para que o paciente, que neste momento se torna cliente ou freguês, volte para fazer ¨¨retoque¨¨, visando o lucro.
Sempre bom ter em quem confiar...pre supõe-se poder confiar em alguém que estudou muito e jurou a seriedade do exercício da medicina...
Grande abraço a todos.

sábado, 24 de setembro de 2011

Esclarecimentos.

Em uma postagem passada, eu fiz uma citação da oficina ortopédica da ABBR - Associação Brasileira Beneficente de Reabilitação, no trabalho que fazem na confecção de órteses e próteses.
Órteses  são para auxiliar no tratamento, órtese refere-se unicamente aos aparelhos ou dispositivos ortopédicos de uso externo, destinados a alinhar, prevenir ou corrigir deformidades ou melhorar a função das partes móveis do corpo, como uma tala para o braço, que eu faço uso.
Próteses são componentes artificiais que tem por finalidade suprir necessidades e funções de indivíduos sequelados por lesões traumáticas ou não e amputados.

Grande abraço!

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Cadastro Nacional de Emprego.



O IBDD- Instituto Brasileiro dos Direitos da Pessoa com Deficiência,  trabalha na inserção do deficiente no mercado de trabalho, além da permanente procurar  por oportunidades de trabalho, oferece cursos de formação profissional. Para as empresas, oferece serviços e consultorias especializadas em temas que envolvem a contratação de pessoas com deficiência.
O IBDD disponibiliza para as empresas os seguintes serviços para atender às necessidades de emprego das pessoas com deficiência.
Recrutamento e seleção:
O Instituto conduz processos de recrutamento com critérios e procedimentos próprios de gestão de currículos que possibilitam tanto ao deficiente quanto à empresa realizarem suas melhores expectativas.
Capacitação, Preparação e Sensibilização do ambiente empresarial:
Se a maioria das sociedades tem dificuldade de lidar com o diferente, o ambiente das empresas não é exceção. Para isso o IBDD oferece um programa de capacitação, preparação e sensibilização dos colaboradores diretamente implicados com a implementação e o sucesso do projeto de inclusão de profissionais com deficiência.
Capacitação dos Profissionais com Deficiência:
A lei 8213/91 obriga as empresas a contratarem profissionais com deficiência, mas o país não garante a essas pessoas oportunidades de formação satisfatórias. O IBDD procura interferir nessa situação, oferecendo cursos que visam à capacitação técnica, ética e atitudinal da pessoa com deficiência, tendo como foco a sua inserção no mercado de trabalho.
Mapeamento de cargos:
A proposta do mapeamento de cargos é identificar nos postos de trabalho suas possibilidades de receberem profissionais com deficiência, de forma imediata e sem necessidade de adaptações estruturais ou tecnológicas muito complexas. Para cumprir esse objetivo, o IBDD realiza visitas aos postos de trabalho para conhecer sua estrutura arquitetônica, os movimentos necessários para o desenvolvimento das funções em sua intensidade, repetição e amplitude, bem como a necessidade de habilidades sensoriais (visão e audição) e cognitivas; os equipamentos e recursos utilizados para o desenvolvimento das funções; os caminhos percorridos pelos profissionais para o deslocamento entre áreas essenciais ao seu cotidiano, e o ambiente social de trabalho.
Diagnóstico e soluções de acessibilidade:
A maioria das empresas não foi construída de forma a ser universalmente acessível, e, assim, não está preparada para receber pessoas com deficiência. Para solucionar esse problema o IBDD se propõe a elaborar soluções integradas e simplificadas em acessibilidade, contemplando aspectos arquitetônicos, tecnológicos e ocupacionais.
O IBDD, conta com um banco de currículos, que pode ser preenchido via internet.
Visitem a página da instituição, essencial a vida do deficiente físico.
Grande abraço.

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Oficina Ortopédica

 


A ABBR - Associação Brasileira Beneficente de Reabilitação, conta com uma oficina que trabalha na confecção e fornecimento de próteses, órteses entre outros produtos, direto ao paciente, sem intermediários, através do convênio com o SUS – Sistema Único de Saúde, mediante prescrição médica com o código Cid, é um código internacional para determinar cada doença.
Amigos visitem a página da ABBR, a oficina confecciona produtos conforme a necessidade e a complexidade de cada caso.
Eu não sabia da quantidade de produtos produzidos pela ABBR, inclusive cadeira de rodas.
Grande abraço a todos.

domingo, 18 de setembro de 2011

Abstração das Cores no Universo do Cego.


Estava eu pensando o quanto deve ser difícil ser cego.
Sem fazer comparações a respeito de deficiências, a vida do individuo cego, sofre uma limitação incrível, e como a vida sempre luta para existir, o cego têm outros sentidos aguçados, como o tato, a audição e o olfato.
O deficiente visual que já nasceu cego, não tem ideia das cores, oque é o verde, branco ou qualquer outra cor......não existem as cores, é como se fossem abstratas.Também estava pensando, se não há visão, também não há noção espacial......noção de distância.
Fiquei muito curioso em saber o dia a dia do indivíduo cego, seu cotidiano,  como um simples ato de ir ao supermercado..... como fazem para exercer de forma plena sua cidadania.
Pesquisando cheguei ao site do Instituto Bejamin Constant,  que é um Centro de Referência, a nível nacional, para questões da deficiência visual.
Possui uma escola, capacita profissionais da área da deficiência visual, assessora escolas e instituições, realiza consultas oftamológicas à população, reabilita, produz material especializado, impressos em Braille e publicações científicas.
O Instituto é aqui na cidade do Rio de Janeiro, fiquei muito interesado em conhecer  in loco o trabalho do Instituto e postar as informações aqui no Recuperação e Arte.
Grande abraço.

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Coleção Abstratos.


A coleção Abstratos, com 35 imagens, foram concebidas apartir de 3 telas feitas em acrílico pelo artista plástico Nelson Bacelar.
Eu fotografei, cortei, repintei, colei e repintei....mais ou menos nesta ordem, de programa em programa, assim criei a coleção Abstratos.
Irei postando gradativamente as imagens, mas você poderá vê-las na integra no perfil do Recuperação e Arte no Facebook.
Grande abraço a todos.

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Bem Vindo!!!



Luiz Fabiano Pereira, muito bom saber que você admira o meu trabalho e agora é seguidor do Recuperação e Arte.
Muito bem vindos!
Grande abraço.

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Instituto de Reabilitação Oscar Clark.





Queridos amigos, depois do problema de saúde que tive, eu vejo o mundo e as pessoas por um outro prisma, na verdade também me vejo como outra pessoa.
Hoje tenho a ideia de levar o máximo de informação a outros deficientes físicos, e o farei com afinco, um trabalho vonluntário, que estou recebendo em forma de benção com minha recuperação, e felicidade imensurável.
Estou vivendo uma época de explosão de ideias, essa imagem abstrata, é uma das imagens que irei expor no dia 22, renovarei toda a Galeria...
Voltando ao tema,  reabilitação, estou postando  agora mais uma entidade que trabalha pelo deficiente, o Instituto de Reabilitação Oscar Clark, na cidade do Rio de Janeiro.
O Instituto Municipal de Medicina Física e Reabilitação Oscar Clark (IOC), órgão vinculado à Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura do Rio, está completando 76 anos de fundação. A unidade, localizada na Rua General Canabarro 345, no Maracanã, é referência em medicina de reabilitação na Cidade, e oferece atendimento ambulatorial a pessoas portadoras de deficiência (permanente ou temporária), física ou sensorial. Os pacientes são atendidos por equipes multidisciplinares de várias especialidades, como fisiatras, fisioterapeutas, neurologistas, fonoaudiólogos e musicoterapeutas.
Fundada como obra social filantrópica por Oscar Castello Branco Clark, em maio de 1930, a unidade recebeu, inicialmente, o nome de Clínica Escolar Oscar Clark, permanecendo nessa condição até 1940. Em seguida, foi transformada em Posto Médico Pedagógico Oscar Clark, vinculada ao Departamento de Saúde Escolar da Secretaria Geral de Educação e Cultura da Prefeitura do Distrito Federal. Nesta época, a unidade contava com serviços de assistência à saúde dos estudantes nas áreas de pediatria, oftalmologia, otorrinolaringologia e enfermaria para acompanhamento de crianças operadas. Somente em 1962 a unidade foi transformada em Centro de Reabilitação do Deficiente Físico, recebendo o nome de Instituto Oscar Clark.
Atualmente, o instituto atende a pacientes encaminhados pelas redes pública e privada de saúde, com prioridade para os casos mais graves, amputados e ostomizados. Todas as ações visam promover, através de recursos terapêuticos, possibilidade de locomoção, comunicação, autonomia e independência, contribuindo para a inserção social das pessoas portadoras de deficiência.
Atualmente o instituto programa de atenção ao ostomizado e amputado, reabilitação cardíaca, ortopedia funcional de maxilares, para crianças em fase de dentição mista, portadoras de maloclusão - reabilitação de lesões neurológicas (adulto e infantil), reumatológicas, ortopédicas, serviço de fisioterapia respiratória, ortopedia infantil, entre outros.
Outras informações podem ser obtidas através do telefone 2569-1419
Grande abraço a todos.

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

LIBRAS - Atendimento via internet.



Maravilhoso mundo moderno, o caminho entre as pessoas com deficiência auditiva e as informações úteis sobre seus direitos está mais curto desde a semana passada. O IBDD criou um atendimento virtual para surdos através do Skype e do Oovoo com intérprete de Libras.
A iniciativa tem sido um sucesso. Cerca de dez pessoas surdas, em média, procuram o IBDD todos os dias para tirar dúvidas, pedir informações sobre como obter o vale social para os transportes públicos, se cadastrar no banco de currículos do Instituto para se habilitar a emprego ou reclamar sobre questões de direitos.
Mais uma ação do IBDD para incluir socialmente o  indivíduo portador de deficiência física.
Visitem a página do Instituto para obter mais detalhes.
www.ibdd.org.br
Grande abraço,

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Prioridade em Processos Judiciais



Conforme a Lei Estadual 2.988, de 16 de junho de 1998, alterada pela Lei Estadual 4.703, de 9 de janeiro de 2006, pessoas com deficiência e maiores de 60 anos receberão, mediante requerimento do interessado, tratamento prioritário na prática de todo e qualquer ato ou diligência procedimental, tais como distribuição, publicação de despachos na imprensa oficial, citações e intimações, inclusão em pautas de audiência e julgamentos e proferimento de decisões judiciais.
Como requerer:
Seu advogado deverá solicitar na petição inicial a prioridade
referida nesta lei.
Observação:
Quem não reside no Rio de Janeiro deve se dirigir ao Tribunal de
Justiça do seu estado para verificar se há nele essa prioridade.
Abraço a todos.

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Novo Link : Para o Portal de Libras- Linguagem Brasileira de Sinais.



No Recuperação e Arte tem o link para o Portal de Libras, linguagem de sinais utilizada por deficientes surdos\mudos.
No Portal de Libras há vídeo aulas, material para o ensino da linguagem de sinais e a legislação brasileira de Libras.
Visitem a página do Portal, muito interessante.
Grande abraço.


domingo, 4 de setembro de 2011

Hospital Sarah - Unidade Brasília.



Inaugurado em 1980, o SARAH-Brasília possui capacidade instalada de 252 leitos.
O SARAH-Brasília acumula as funções de Hospital, Centro de Administração e de Gestão Hospitalar, Centro de Ensino e Pesquisas, Centro de Pesquisas em Educação e Prevenção, Centro de Controle de Qualidade e Centro de Formação de Recursos Humanos.
Em Brasília, está igualmente funcionando o Curso de Mestrado em Ciências da Reabilitação, constituindo assim uma infraestrutura singular em instituições médicas do país, voltada para o conhecimento e o avanço da medicina.
Endereço: SMHS Quadra 301 Bloco A
70.335-901 - Brasília - DF
Telefone: 0xx61 - 3319 1111
Fax: 0xx61 - 3319 15 38
O link para toda a Rede Sarah de Hospitais está aqui no site.
Abraço.

Língua Brasileira de Sinais - LIBRAS


A LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) tem sua origem na Língua de Sinais Francesa. 
As Línguas de Sinais não são universais. Cada país possui a sua própria língua de sinais, que sofre as influências da cultura nacional.
Como qualquer outra língua, ela também possui expressões que diferem de região para região (os regionalismos), o que a legitima ainda mais como língua.
Para conversar em LIBRAS não basta apenas conhecer os sinais de forma solta, é necessário conhecer a sua estrutura gramatical, combinando-os em frases.
A Lei Federal 10.436, de 24 de abril de 2002, regulamentada pelo Decreto 5.626, de 22 de dezembro de 2005, reconheceu a Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) como uma língua oficial brasileira, tornando obrigatória a presença do intérprete de LIBRAS nas instituições de ensino, órgãos públicos e instituições de saúde, garantindo o acesso à comunicação das
pessoas com deficiência auditiva.
A formação do tradutor e intérprete de LIBRAS deve ser feita através de curso superior de Tradução e Interpretação, com habilitação em LIBRAS, que poderá ser realizado por  organizações da sociedade civil representativas da comunidade surda, desde que o certificado seja reconhecido pelas instituições de ensino superior e instituições credenciadas  pelas secretarias de educação.


Grande abraço a todos.

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Deficiência de Forma Global.




Antes de ter a cartilha do IBDD, Instituto Brasileiro de Direitos da Pessoa com Deficiência, em mãos e visitar a instituição, lá eu vi alguns deficientes auditivos  comunicando-se através da linguagem de sinais, ai eu percebi  que eu tinha uma visão ainda muito pessoal e limitada a respeito de deficiência física, não digo que não tinha pensado em outras deficiências, mas focando de forma pessoal em reabilitação motora.
Então quero abordar o tema de forma globalizada, levando informação a todos, sem exclusão.
As definições de deficiências conforme a lei são:
Conforme o Decreto Federal 3.298, de 20 de dezembro de
1999, alterado pelo Decreto 5.296, de 2 de dezembro de
2004, pessoas com deficiência são as que se enquadram nas
seguintes categorias:

Deficiência Física – alteração completa ou parcial de um
ou mais segmentos do corpo humano, acarretando o
comprometimento da função física, apresentando-se sob a
forma de paraplegia, paraparesia, monoplegia, monoparesia,
tetraplegia, tetraparesia, triplegia, triparesia, hemiplegia,
hemiparesia, ostomia, amputação ou ausência de membro,
paralisia cerebral, nanismo, membros com deformidade
congênita ou adquirida, exceto as deformidades estéticas
e as que não produzam dificuldades para o desempenho de
funções.

Deficiência Auditiva – perda bilateral, parcial ou total, de 41 dB
ou mais, aferida por audiograma nas freqüências de 500HZ,
1.000HZ, 2.000HZ e 3.000HZ.

Deficiência Visual – cegueira, na qual a acuidade visual seja
igual ou menor que 0,05 no melhor olho, com a melhor
correção óptica; baixa visão, que significa acuidade visual
entre 0,3 e 0,05 no melhor olho, com a melhor correção óptica;
os casos nos quais a somatória da medida do campo visual em
ambos os olhos for igual ou menor que 60º; ou a ocorrência
simultânea de quaisquer das condições anteriores.

Deficiência Intelectual – funcionamento intelectual significativamente
inferior à média, com manifestação antes dos 18
anos e limitações associadas a duas ou mais áreas de habilidades
adaptativas, tais como:
􀁠 comunicação.
􀁠 cuidado pessoal.

Fonte de dados:  cartilha IBDD.
Visite a página do instituto, você irá obter informações essenciais aos direitos da pessoa deficiente.

Grande abraço!