domingo, 19 de junho de 2011

Salvador Dalí.


A obra de Salvador Dalí é muito ampla, em 1998, eu e o amigo Christian H. tivemos a oportunidade de ver a exposição, Dalí Monumental, no Museu Nacional de Belas Artes, na cidade do Rio de Janeiro.
Fiquei impressionado pela quantidade de obras expostas, parabéns aos organizadores do evento, não sabia até  então que Dalí havia produzido uma quantidade enorme de esculturas,  maravilhosas, recordo-me bem de uma Vênus que tinham gavetas abertas e a fixação dele por formigas.
Certa vez Dalí falou que nunca viria ao Brasil, porque de repente poderia levar uma flechada de um índio, achei o comentário obtuso, visão de um europeu etnocêntrico, mas ele é o mestre surrealista...
A genialidade de Dalí é incontestável e sua excentricidade visível.
Também quero citar a sequência de desenhos surrealistas, criados por Dalí que retratam um sonho no filme ¨Quando fala o Coração¨, com direção do mestre do suspense Alfred Hitchcock, que eu  também amo.
Outra exposição que tive oportunidade de ver,  foi ¨¨Surrealismo¨¨, no Centro Cultural do Banco do Brasil, também na cidade do Rio de Janeiro, infelizmente não me lembro o ano, mas lembro de ter visto diferentes obras da primeira exposição que vi, recordo de uma cadeira com forma de boca, me pareceu um pouco desconfortável, mas depois  me toquei que não era uma cadeira, era uma obra de arte em forma de cadeira, muito interessante...
Em 1986, Dalí sofreu graves queimaduras por causa de um incêndio, ocorrido em seu quarto.
A partir de então viveu fechado em seu Museu, já idoso  morreu em seu quarto na torre do Museu de Figueres, Museu Gala Dalí,  há uma fundação também com o mesmo nome.
Faleceu em 20 de janeiro de 1989, anos 84 anos de idade. Seu corpo embalsamado está enterrado em uma tumba sob a cúpula de seu  Museu em Figueres (Espanha).
Amigos, grande abraço.

2 comentários:

  1. Muito obrigado pela sua visita!
    Também acho o surrealismo de Dali o máximo, grande abraço.

    ResponderExcluir